Edijane Costa - Doctoralia
Rua de Júlio Dinis, 748 4º Drt - S/403 Parque Itália
+351 915 846 816
consultadepsicologia.porto@gmail.com
Sophos Consultório de Psicologia / Porto > Blog > Psicologia > 3 Dicas para Ajudá-lo a Conquistar o Autocontrolo

O autocontrolo é um constructo psicológico que se encontra diretamente vinculado às nossas atitudes, comportamentos e estilos cognitivos. É definido na literatura como a nossa capacidade de controlar os nossos desejos, emoções, atitudes e comportamentos.

A busca pela gratificação imediata, a impulsividade e a tentativa de regular as emoções através de estratégias pouco eficazes como a ingestão abusiva de bebidas alcoólicas e comidas, ou o uso de drogas, compras compulsivas, agressividade, etc. são alguns dos comportamentos e atitudes que fazem parte do baixo autocontrolo. Em contrapartida, o adiamento das gratificações, o uso de estratégias adequadas às situações (locus de controlo interno), a gestão do comportamento, a disciplina, etc. fazem parte do bom autocontrolo que favorecem padrões de respostas mais assertivas no nosso quotidiano e reforçam estas mesmas respostas, auxiliando no nosso equilíbrio emocional.

Com efeito, se pretende fazer uma dieta para perde peso, mudar um comportamento ou economizar para comprar algo, não há segredos, tem mesmo de começar por fazer um plano de tarefas a executar e exercitar o controlo sobre aquilo que se pretende mudar. Afinal, não há como perdermos uns quilinhos se não controlarmos o que comemos, certo?

Para ajudá-lo nesta tarefa, separamos 3 dicas bem simples:

  • Procure respeitar os seus próprios limites. Sabemos que um dos maiores riscos para o autocontrolo é desrespeitar os próprios limites. Ora bem, será quase impossível cumprir metas estabelecidas que excedam as suas capacidades físicas e/ou mentais. Mas antes será necessário um exercício interno para reconhecê-los e aceitá-los melhor.
  • Controle as suas expectativas. Convém que as suas expectativas sejam aliadas e não inimigas. Para tanto será necessário nutrir expectativas positivas e realistas que favorecerão a sua motivação. Exigir muito se si não ajudará, pelo contrário, a primeira frustração poderá colocar a perder todo o ganho obtido até o momento. Por vezes, saber adiar e priorizar metas auxilia no controlo das situações.
  • Aprenda a identificar as suas emoções. Explorar as suas emoções, identificando-as e reconhecendo o seu potencial de favorecimento e/ou de sabotagem é muito importante durante qualquer processo de mudança. Não podemos controlar aquilo que não conhecemosIsso porque muitas vezes ter autocontrolo significa saber evitar maus hábitos e para evitar estes maus hábitos será necessário reconhecer quais são os gatilhos que disparam alguns impulsos. Por exemplo: comer doces compulsivamente pode ser uma forma de compensar uma emoção desagradável com a qual não sabemos lidar.