• 1

  • 2

  • 3

  • 4

Acabe com a Procrastinação em 8 passos

Aquela nossa dúbia capacidade de adiar continuamente a realização de uma tarefa (ou várias) tem nome, chama-se procrastinação. E, procrastinar, pode até ser considerado normal, mas torna-se muito preocupante quando esta atitude começa a trazer prejuízos para a vida profissional ou pessoal.

Protelar frequentemente a tomada de decisões simples ou importantes e a realização de tarefas, mesmo as mais banais, como ir ao supermercado, enviar um e-mail e telefonar a um amigo, pode indicar que algo está mal na sua vida, e é bem possível que estejamos a falar de um procrastinador crónico. Sim, ele existe. É certo que, em alguns momentos das nossas vidas é possível que tenhamos tido uma atitude de procrastinação em relação à realização de tarefas que, embora simples, nos eram menos agradáveis, porém, a procrastinação crónica expande-se para várias áreas da vida da pessoa e agrega muitos danos, além de sinalizar possíveis problemas de saúde física e psicológica.

Sentimentos de culpa, tristeza, vergonha e sensação de incompetência e irrealização são alguns dos sentimentos que podem invadir um procrastinador. O stress pelo acúmulo de tarefas a realizar ou pela sensação de incumprimento de prazos e compromissos acabam por agravar ainda mais o problema.

747305_89949398Tome nota, algumas estratégias básicas podem ajudar a superar ou contornar o problema. Mas caso persista, procure a orientação de um profissional de saúde.

  1. Comece por planear o seu dia, estabelecendo objetivos claros e prazos. Prepare-se mentalmente para realizar as tarefas. Busque as informações que faltam para iniciar a tarefa e imagine-se a realizá-la.
  2. Defina prioridades e divida as tarefas que precisar de realizar em função da preferência e grau de dificuldade e mãos à obra!
  3. Anote, anote e anote sempre os objetivos que pretende alcançar e as tarefas que tem a realizar e lembre-se de deixar estas anotações sempre à vista.
  4. Evite a todo custo as distrações digitais. Reconheça que elas consomem boa parte do seu precioso tempo e procure contornar a tentação de consultar constantemente as redes sociais, e-mails, etc.
  5. Não espere pelo momento perfeito para começar a realizar qualquer tarefa. Ele não existe. O momento perfeito é agora.
  6. Comprometa-se com a tarefa que esteja a realizar, não a subestime. Por mais simples e básica que possa parecer, esta também precisa de ser cumprida.
  7. Procure alternar uma tarefa menos prazerosa e cansativa com uma atividade mais que lhe dê mais prazer ou desperte mais o seu interesse.
  8. E, por fim, imagine a alegria, orgulho e satisfação que sentirá quando terminar a tarefa. Esta é a sua recompensa. Não existe sensação melhor do que a de um dever cumprido!

 Para tirar suas dúvidas ou nos enviar questões, poderá entrar em contacto connosco aqui.